Fico tão furiosa quando alguém diz que hoje em dia não se faz mais música boa e que os clipes são todos iguais e sem graça!

Vejam este exemplo do clipe da música Without The Lights do norte-americano Elliot Moss. Além do som ser excelente, o vídeo é uma obra de arte sensacional. E com uma mensagem super importante e urgente.

Especula-se que o vídeo seja inspirado em um relacionamento abusivo. Acho que essa metáfora fica bem clara, não precisa de uma análise profunda e subjetiva pra pegar essa parte. Os dançarinos encenam poeticamente o embate entre o agressor e a vítima. Uma realidade dura de se imaginar, e tão comum, infelizmente.

Os dançarinos deram um show na performance. Impossível não se emocionar!

Eu não conhecia o Elliot Moss, mas já virei fã. Ele é um multi-instrumentista, escritor, produtor e artista visual de Nova York especializado em música eletrônica.

Without the lights

Apple Music http://smarturl.it/WithoutLightsApple,
Spotify http://smarturl.it/WithoutLightsSpotify, and
iTunes http://smarturl.it/WithoutTheLights
Direção: Phillip Chbeeb
Produção: Mark Holzum
Produção: Mitchell Johnson
Direção de fotografia: Jonathon Shih and Gerald Nonato
Coreógrafos: Phillip Chbeeb
Dançarinos: Erica Klein & Phillip Chbeeb
Maquiagem: Brittany Sugarman

Ainda bem que temas como violência doméstica, estupro e outros tipos de abusos estão mais em pauta do que nunca. Mas ainda temos muito que lutar. Para se informar mais sobre o assunto, recomendo que assistam os documentários The Hunting Ground e Audrey and Daisy, que estão disponíveis no Netflix.

Vale lembrar que o feminismo é a chave pra combatermos a violência contra a mulher e todos os tipos de injustiças e desigualdade de gênero. Vale a pena conhecer mais [aqui] sobre o projeto He for She, que convoca os homens a entenderem melhor o movimento e se unirem a nós mulheres nessa luta. Pra quem ainda tem dúvida, aqui dá pra entender melhor a importância de se auto-declarar feminista 😉

Lu

O que achou? Comente!