The Hunt. Achei este filme no Netflix e confesso que deu medo de assistir. As críticas eram bem positivas, ele inclusive foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014. Então de cara vi que no mínimo, valeria a pena conferir. Mas pela descrição da história, percebi que vinha chumbo grosso, e do jeito que eu ando covarde emocionalmente, não sabia se iria aguentar até o final.

the-hunt-movie

Resolvi arriscar, me apegando ao fato de que a obra giraria em torno de um possível crime, assunto que me interessa acima de qualquer outro para ler ou assistir, e as excelentes críticas aguçaram mais minha curiosidade. Tenho compreendido cada vez mais esse hábito de pessoas cultas (algo que eu tenho vontade de ser) de valorizar e apreciar filmes não hollywoodianos. Não é uma questão de ser pretensioso. É realmente uma delícia ver produções que fogem das fórmulas mastigadas e previsíveis. E quanto mais vemos filmes assim, mais queremos.

the-hunt-mads-mikkelsen-thomas-bo-larsen

É o caso deste premiado filme dinamarquês. Incrível! Mas de fato, eu quase parei no meio e desisti. O drama é pesado pra caramba, daqueles que te tiram completamente do sério, levando as suas emoções ao extremo. Tô sendo bem subjetiva e enrolando, enrolando sem contar direito qual é a história. Isso é tudo culpa desse filme que mexeu demais comigo. Eu gosto de dar dica de filme que nos transforma, mesmo que seja um pouquinho, e este eu acho que seja um caso desses.

the-hunt-movie-photo

Trata-se da história de Lucas (Mads Mikkelsen), um professor primário que mora em uma pequena cidade da Dinamarca. Ele é divorciado, tem um filho adolescente, e está trabalhando no momento em um jardim de infância, já que a escola em que dava aula fechou. Uma das crianças da escolinha, que é a filha de seu melhor amigo,  certo dia em um momento de pirraça, diz a diretora coisas desconexas, que dão a entender que Lucas poderia ter abusado sexualmente dela.

jagten21

O desenrolar da história mostra como uma mentirinha branca inocente vira uma bola de neve, precipita julgamentos e destrói a vida e a reputação de uma pessoa.

É sempre bom lembrar que denúncias de abuso de todo tipo devem ser levadas super a sério SEMPRE. Os índices de denúncias falsas são imensamente menores do que as reais. O que precisa haver sempre é investigação, ouvir à vítima com cuidado e respeito, levar em consideração todo o contexto e sempre dar ao acusado o direito de defesa pleno e justo. O filme mostra como nós, em sociedade, falhamos na hora de colocar isso em prática na hora que o pânico nos atinge.

Sensacional do início ao fim.

Não deixem de assistir a essa obra de arte.

um beijo, espero que tenham gostado da dica de filme 😉

O que achou? Comente!